Luta de gente grande - Pfizer e Novartis lutam para pegar a fatia de mercado de tumores no pâncreas. "Na briga do rochedo com o mar, o marisco é que leva a pior".

Um painel da FDA (entidade que regula os medicamentos nos EUA) votou esta terça-feira, oito contra dois votos, que os benefícios do Sutent® (sunitinib) da Pfizer superam os potenciais riscos em doentes com tumores neuroendócrinos (NET) irressecáveis do pâncreas. "Há um benefício cuja magnitude não podemos determinar, [mas], por outro lado, esta é uma doença rara e existe uma necessidade não atendida aqui", comentou o membro do painel Ralph Freedman após a votação, avança o site FirstWord.

Em documentos divulgados antes da reunião, responsáveis da agência concordaram que o Sutent® fez aumentar a sobrevida livre de progressão, mas sugeriu que os resultados do estudo são "provavelmente uma superestimativa devido às múltiplas visões dos dados e à cessação antecipada do estudo".

No estudo, que envolveu 171 pacientes, a sobrevida livre de progressão foi de 11,4 meses em pacientes tratados com o medicamento da Pfizer, em comparação com 5,5 meses entre os que receberam placebo.

Com base nos "benefícios significativos", a Pfizer anunciou em Março de 2009 planos para interromper o estudo inicial com base na recomendação de um comité independente de monitorização.

Antes, o painel votou por unanimidade que os benefícios da Novartis Afinitor (everolimus) superam seus riscos para a NET no pâncreas.

Fonte: http://www.rcmpharma.com/actualidade/medicamentos/fda-vota-favor-do-sutent-da-pfizer-para-tumores-no-pancreas

Textos relacionados:
© Sindiprofase 2008 - Todos os direitos reservados :: Entre em contato