Depois da Suíça, Itália também bane várias vacinas antigripais da Novartis

Depois da Suíça, também a Itália decidiu banir várias vacinas antigripais da Novartis, avança o Diário Digital. O Ministério italiano da Saúde também proibiu provisoriamente o uso de vários tipos de vacinas contra a gripe do laboratório suíço.

“O Ministério da Saúde e a agência italiana de medicamentos [Aifa] decidiram, como precaução, proibir imediatamente o uso das vacinas Aggripal®, Fluad® e Influpozzi®”, segundo um comunicado oficial.

A agência de medicamentos suíça Swissmedic ordenou na quarta-feira, por prevenção, a suspensão imediata da circulação de algumas vacinas antigripais da Novartis em todo o país e, ainda, aconselhou a não usá-las devido a eventuais impurezas. Segundo um comunicado da agência, a medida afecta 160 mil doses de Aggripal® e Fluad®, vacinas do grupo farmacêutico suíço.

“Constatações preliminares permitiram estabelecer que a proibição em Itália ocorreu devido à descoberta de partículas brancas nas seringas. Pode tratar-se de uma aglutinação de componentes ordinários da vacina”, reforçou a Swissmedic.

Devido à incerteza sobre a origem dessas partículas, a agência suíça decidiu proibir o fornecimento e uso destas vacinas. O órgão informou, no entanto, que se trata de uma medida preventiva e que as pessoas já vacinadas na Suíça “não tem nada a temer pela sua saúde”.

Textos relacionados:
© Sindiprofase 2008 - Todos os direitos reservados :: Entre em contato